Um monte de texto solto. Alguns ruins, outros nem tanto.

All that Harry Potter thing.

Posted by on | |
Não é segredo pra ninguém que eu sou fã declarada de Harry Potter desde os 11 anos. Lembro-me bem da primeira vez que eu folheei "A pedra filosofal" e fiquei encantada pela história d'O menino que sobreviveu, mal sabendo aquele garotinho magricela de óculos redondo e uma cicatriz em forma de raio na testa e eu ainda teríamos 10 longos e bons anos pela frente.

Desde então, as viagens junto com Harry, Rony e Hermione através da câmara secreta, indas e vindas ao ministério da magia, corredores proibidos e a floresta negra eram garantia de risos, sustos, e muitas vezes, lágrimas.

Eu devo muita coisa à Harry. Por causa dele, fiz amizades com várias pessoas do país, passei noites em claro lendo debaixo das cobertas com a luz do celular (pra minha mãe não aparecer e brigar me mandando ir dormir), fiquei horas em filas de cinema só pra ser uma das primeiras pessoas a ver os meus personagens preferidos ganharem vida na tela do cinema.

Mas se tem uma coisa que eu sempre imaginei como seria ao vivo (e pensei que ia ficar só em sonho mesmo) era a premiére de um dos filmes. Ver os seus ídolos de perto, gritar por eles, conseguir autógrafos e tirar fotos é mais do que um fã pode imaginar.

Quando estava me preparando para viajar, tinha em mente que eu iria participar da última premiére da saga, só nunca imaginei que fosse realmente ficar tão perto de todos eles como fiquei, mesmo sem ter acampado 3, 4, 5 dias como muitos dos meus amigos fizeram, para poder pegar a pulseira que dava acesso à praça e ao tapete vermelho.


Como não pude acampar e me disseram que eu só conseguiria a pulseira se ficasse lá, acabei por desistir de ir. Na véspera da premiére, já estava conformada de que só iria ver a transmissão pelo computador, até que aparece a minha roomate tailandesa dizendo que "estava passeando com uma amiga minha pela Trafalgar Square na hora que estavam entregando as pulseiras e como sabia que você queria ir, peguei uma pra você". (Eu poderia descrever a minha reação aqui, mas creio que já foi vergonhoso demais fazer aquilo uma vez, quanto mais repetir aqui pra todo mundo ler)

Cheguei na Trafalgar as 7h30-8h da manhã, levando comida pros meus amigos (que também serviu como desculpa para chegar até à grade, onde eles se encontravam) e ajudei a montar a bandeira do Brasil com o símbolo de Hogwarts que a Bia tinha pintado. A partir daí foi só espera. Sol, chuva, sol, chuva, sol, chuva e assim continuou por todo o dia.




Por volta das 4 da tarde, Sam (o segurança que virou nosso amigo hahaha) disse que os atores iam começar a chegar. A essa altura, já tinha por volta de cinco mil pessoas espalhadas na praça esperando JK Rowling e todos os outros. O primeiro a chegar foi o Rupert Grint. Depois dele vieram os Gêmeos Phelps, Jason Isaacs, Helena Bonham Carter (sem o Tim Burton, infelizmente), Emma Watson, Evanna Lynch...

Nunca vi e nem vivi algo igual. Pessoas gritando, quase morrer esmagada cada vez que alguém vinha dar autógrafo e milhares chorando com o discurso da JK Rowling. Porque "the stories we love best do live with us forever".

Ver seus ídolos de uma década tão de perto é algo surreal. Mais surreal ainda é ver que tudo aquilo que você sempre sonhou se tornar realidade. Até hoje eu ainda não acredito que eu tenho autógrafos e fotos e, se alguém me perguntar qual foi o dia mais feliz da minha vida, não foi nem quando eu passei no vestibular e nem quando eu descobri que estava indo para Londres. Foi esse. Dia 07 de Julho de 2011.







Ver o desfecho de uma história que me acompanhou por toda adolescência no cinema também foi marcante. Se foi o melhor filme de todos ou não ou se o livro é melhor do que o filme, honestamente, não me interessa. O que me interessa de verdade é que eu vivi essa experiência de ser fã, de chorar e de colecionar coisas e sou muito grata por isso ter sido com Harry Potter.


Tenho 21 anos, mas nenhuma vergonha de dizer que sou uma Pottermaníaca. Ontem à noite, depois de quase 5 meses de tudo isso ter acontecido, revi o último filme da saga. Relembrar de toda essa aventura vivida me deu coragem pra escrever e compartilhar isso aqui com vocês.

Eu só tenho a agradecer. Não só à JK Rowling por ter criado esse mundo mágico, mas à todos aqueles que entraram na minha vida através de Harry Potter.





7 Comentários:

Thalita disse...

TEAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAARS! So many tears!

Agda disse...

Nossa! Eu lembro que te xinguei MUUUUUUUUITO quando falou que iria ver pelo computador. hahahahahahaha

Mas é isso tudo mesmo que falastes.
Harry Potter trouxe muitas pessoas e coisas boas em nossas vidas.

(L)

Enio San disse...

Oi, Natalia

Tenho 4 filhos e uma enteada. Três são fãs de Potter. Fãs mesmo, leram todos os livros, foram ao cinema em todos os filmes lançados, enfim, HP fizeram parte mesmo da vida deles. O Caio tem 18 anos, ainda é fã mas de uma maneira relax. A Ana tem 15, foi na cola do irmão por ser mais novinha mas é fã também, ne? Já a Bia, minha enteada queridona, tá no auge da "fãzice": é o assunto favorito dela.
Vi teu tweet hj de manhã sobre teu post, li e na hora vi que a Bia ia amar: super bem escrito, com fotos, tri cool.

É isso!

tks!

ps: faltou 1 filho, ne? o mais velho é fotógrafo, tem 28. Não é fã mas sabe tudo da saga e adora a coisa toda tbem ;)

Enio San disse...

afe, esqueci de escrever: Bia teve um ataque com o que leu e viu no teu blog ;)

Inté!

Andreza Seixas disse...

Li seu post hoje mais cedo no estágio, quase choro. Só quem é fã de HP entende isso, bicho. Eu não estava presente em Londres, mas vi TUDO pelo pc e chorei por umas 5 horas seguidas. E só de saber que tinha alguém conhecido por lá, surtando junto e perto de todos eles, fiquei MUITO feliz. x)

Menina de sorte, guarde isso pra sempre. Mais do que as fotos e os autógrafos, o momento mesmo. ESTAR ali foi para poucos!

"Mas é isso tudo mesmo que falastes.
Harry Potter trouxe muitas pessoas e coisas boas em nossas vidas." +1

Eu lembro que fui eu que te vendi o livro HP7, também faço parte dessa história! HAHAHAHAHA

Beijo, Naty x*

Anônimo disse...

Você teve a sorte de estar onde todo pottermaniaco de verdade queria estar naquela hora. E eu lembro de ter morrido de inveja, mastudobem. Porque eu, e todas as pessoas que cresceram do mesmo jeito que nós crescemos, com os livros, os filmes e as esperas por certas cartas de admissão numa escola de magia e bruxaria que nunca chegaram estavamos lá, fosse pela tela do computador ou debaixo da chuva como você contou naty.

(E lembre-se que quando você morrer, aquele cadernim de herança é meu ok? bjos)

@Luiza__

Tainã Almeida disse...

Os adultos vivem dizendo que a adolescência, é um dos periodos
mais marcantes da vida. Mais o que o adolescente pensa disso?
( sinopse do blog ),
Acessa meu blog?

http://blogdeumagarotaadolescente.blogspot.com.br/
(Blog de uma adolescente)

Se gostar segue lá, ficarei muito contente com a sua visita.
Beijos e uma ótima semana.